Um dos principais temas abordados neste blog é a transparência ESG da cadeia de valor como estratégica para os negócios. Mas como transformar essa estratégia em ações práticas? Uma das formas, sem dúvida, é começar a mostrar a origem, ou jornada, dos seus produtos até o consumidor. Neste quesito a tecnologia blockchain pode ser usada para dar mais confiabilidade e segurança para o processo. Neste artigo, vamos falar de como a rastreabilidade de materiais no blockchain ajuda a entregar mais confiança.

Mas, por que rastreabilidade?

Primeiro, é importante entender quais as motivações por trás de um processo de rastreabilidade de materiais. Há diversas razões para a sua empresa adotar essa prática para seus produtos. Dentre elas, pode-se citar:

  • Pronto para um recall: Há chances de você identificar uma falha de produção que pode colocar em perigo seu consumidor, então o recall é uma prática necessária. Caso você não tenha um controle de lotes é muito improvável que você consiga solicitar o retorno específico e, assim, preservar a sua marca.
  • Encontrar rapidamente o problema: Algumas vezes você pode encontrar um problema (de qualidade, por exemplo) no produto e precisa identificar a origem (fornecedor) que lhe entregou o insumo. Se você tem todo o processo rastreado e registrado é mais fácil e rápido encontrar o provável ponto de falha. Em muitos casos, com tudo rastreado, fica até mais fácil solicitar medidas compensatórias do seu fornecedor.
  • Visibilidade da cadeia: É a visibilidade (transparência) interna, ou seja, você consegue “ver” a sua cadeia. Com um “mapa” de fornecedores, fluxos de entregas e recebimentos, você consegue otimizar a sua cadeia de fornecimento, buscando a diminuição de custos e até o desenvolvimento de novos modelos de negócio com os membros da sua cadeia.
  • Requerimento regulatório: Neste caso você não tem muita escolha. Precisa fazer a rastreabilidade, pois é demandado por Lei.
  • Mostrar transparência: Neste caso você quer entregar uma melhor experiência ao seu consumidor. Quer passar a segurança de que o produto que ele está consumindo tem origem comprovada e controlada. Seguramente este processo melhora a reputação da sua marca.

Mas, afinal, o que é rastreabilidade?

Agora que você já sabe as vantagens de fazer a rastreabilidade de um produto, vai entender melhor no que compreende este processo. Segundo a Wikipedia, em termos práticos, rastreamento é saber “o que” (o produto ou bem), “de onde” veio (a origem) e “para onde” foi (destino). Com isto em vista, a definição de rastreamento exige três dados básicos:

  • O produto necessita estar identificado (o que se está rastreando?);
  • A origem deve ser conhecida (de onde vem o produto que se está rastreado?); e
  • O destino deve estar definido (para onde este produto será embarcado/enviado?).

Em uma cadeia de suprimentos complexa, obter, registrar e organizar estes dados é desafiador. É por isso que a adoção de ferramentas tecnológicas (como a eumostro) é de fundamental importância, visto que manter os dados em papel ou planilha podem trazer complicações. Outro ponto é que geralmente você consegue obter os dados do seu fornecedor direto, mas não de camadas mais abaixo, como o “fornecedor do fornecedor”. Por motivos de segurança e privacidade, geralmente os dados da cadeia não são compartilhados com os elos “não diretos”.

É aí que entra a vantagem de usar um protocolo de confiança como o blockchain

É justamente na questão de compartilhamento de informações entre os elos da cadeia que, não necessariamente confiam uns nos outros, que o protocolo de confiança blockchain tem provado valor. Neste caso, como os dados são privados e podem seguir para membros da cadeia que não estão diretamente conectados a você (cliente de um cliente, por exemplo) quem entrega a informação quer ter certeza de que:

  1. Meu cliente direto tenha acesso a informação completa (ele tem de qualquer forma por outros meios), mas principalmente;
  2. Que o cliente dele ou o consumidor, por exemplo, tenha acesso limitado a informação, ou seja, eles podem até saber da origem do insumo, mas não tem acesso a valores, quantidades e condições negociadas.

E como prometido anteriormente, neste artigo, vamos falar de como a rastreabilidade de materiais no blockchain ajuda a entregar mais confiança. No caso citado acima, a plataforma blockchain entrega a segurança aos elos da cadeia que sua informação só vai ser acessada por quem tem permissão (e direito) sobre ela. Assim, não há riscos de vazamentos ou compartilhamento de informações sensíveis ao negócio para membros não autorizados.

Outro ponto é que o consumidor pode ter acesso a toda cadeia de valor de seu produto (se todos que participarem dela estiverem dispostos a usar a eumostro, claro ;-). Conforme o lote trafega entre os diferentes elos e vai tendo seu valor agregado, o consumidor pode acompanhar a trajetória, saber a origem e “tempos” que o produto teve até chegar a sua mão. Essa informação é muito desejada, pois possibilita que o cada um de nós possa tomar melhores decisões de compra (optando em consumir produtos locais, por exemplo), ou optando por cadeias com mais ou menos intermediários.

A eumostro faz a rastreabilidade no blockchain

Nós da eumostro podemos te ajudar nos desafios acima. Isso, pois desenvolvemos uma plataforma tecnológica que ajuda as marcas a registrar, organizar e mostrar a rastreabilidade dos materiais (produtos) com a segurança do protocolo de confiança blockchain. O que conseguimos registrar (até o momento):

  1. Colheita (ou) coleta de um lote produto: Se você tem alguma produção ou coleta insumos (da floresta, por exemplo) para vender ou até utilizar na sua produção, nós conseguimos registrar isso no blockchain.
  2. Recebimento de lote de insumo: Quando você recebe um insumo de um fornecedor, nós conseguimos registrar este evento, dando a conformidade ao processo.
  3. Processamento (ou) produção de um lote de produto: Aqui é a rastreabilidade interna, ou seja, a tal da “árvore de insumos”. Esta atividade compreende você produzir / processar um lote de um produto que vai vender, indicando os insumos utilizados (consequentemente as origens / fornecedores). Em caso de recall, é aqui que você busca a informação.

Quando fazemos o registro destes eventos no blockchain nós estamos dando imutabilidade ao processo, ou seja, nem você ou até mesmo nós conseguiremos alterar as informações. Isso garante para os demais elos da cadeia, ou até mesmo para o consumidor, que as informações são seguras e, de alguma forma, verídicas, pois é muito improvável que alguém registre informações inverídicas.

Por todas as razões apresentadas, não perca tempo e entre em contato conosco. Peça uma demonstração sobre a rastreabilidade de materiais no blockchain e entenda como ela te ajuda a entregar mais confiança.